Diogo Patrício

Diogo José Nobre Patrício é natural de Sines, e foi lá que iniciou os seus estudos musicais aos 10 anos, na classe do professor Ricardo Mota e no ano seguinte com Catarina Anacleto. Em 2013 ingressou na Escola Profissional de Artes da Covilhã (EPABI) na classe do professor Rogério Peixinho. Actualmente encontra-se a terminar a licenciatura em música na classe da professora Catherine Strynckx, na Escola superior de Artes Aplicadas (Esart), em Castelo Branco.Ao longo do seu percurso frequentou aulas, nomeadamente, com os professores: Paulo Gaio-Lima, Filipe Quaresma, Andrew Fuller, Xavier Gagnepain, Carlos Leal-Cardin, Márcio Carneiro, Jed Barahal.Em orquestra, frequentou, entre 2014 e 2016 a orquestra Aproarte, onde trabalhou com Ernst Schell e Peter Askim, en 2018 o Estágio Gulbenkian para Orquestra, sob a direção de Dietrich Paredes. Durante os outros anos trabalhou com José Eduardo Gomes, Jean-Sébastien Béreau, Pedro Neves, Osvaldo Ferreira, Frank Zielhorst, entre outros.

0Shares